Você Tem Certeza de Que Aprendeu?

Informação é diferente de aprendizado. Sabemos que aprendemos algo quando passamos a agir de uma nova maneira de modo automático e sem esforço. E se assim é, podemos constatar que a maioria das pessoas do mundo que estão ávidas por informações as estão obtendo, mas sem saber como usá-las.


As mudanças de comportamento somente ocorrem quando a nova maneira de agir e reagir se torna automática, e para isso, um novo processo comportamental tem que ser instalado no inconsciente da pessoa. E isso explica o fato da maioria das pessoas buscarem respostas nas literaturas, palestras, cursos e religiões e na prática não mudarem em quase nada. Concluímos que um comportamento foi aprendido quando a pessoa passa a reagir naturalmente de acordo com o novo processo e sem esforço.


As ferramentas que a PNL utiliza e ensina proporcionam essas mudanças de modo muito rápido e efetivo pelo fato de fazerem interferências diretas no inconsciente das pessoas, pois é ali que estão alojadas as estruturas que determinam os nossos comportamentos.

A mudança de comportamentos depende então de sabermos reconhecer as dificuldades que nos limitam ou que trazem consequências negativas em qualquer um dos campos de nossas vidas. Reconhecidas essas dificuldades, devemos identificar como é a estrutura subjacente desse comportamento e depois romper o vínculo entre o gatilho e o próprio comportamento.


E isso chega a ser irritantemente fácil de fazer. Eu sempre brinco que a facilidade das ferramentas da PNL chega a ser irritante, pois se elas são tão simples e tão fáceis de serem usadas, por quais motivos passamos décadas replicando comportamentos que nos impedem ou que nos causam dores? A resposta, em minha opinião também é simples e é a seguinte:


  • Porque tem muitos “experts” em PNL que não sabem PNL.

  • Porque a maioria das pessoas que faz cursos de PNL não pratica as suas técnicas depois. Um grande equívoco é ter como objetivo aprender PNL para ajudar os outros antes de se ajudar a si próprio. Chega a ser arrogância achar que o outro precisa mais do que nós mesmos.

  • E porque existem muitos cursos que se intitulam de PNL, mas que não ensinam PNL.


Quando verificamos pessoas que a partir do primeiro contato com a Programação Neurolinguística passam a buscar muitas informações conceituais na internet, em outros cursos, workshops e palestras, mas que não se empenham em praticar as informações que já obtiveram, nós nos frustramos, pois são atitudes que levam a retenção das informações, mas que não proporcionam o aprendizado efetivo. Tipicamente, são pessoas que estão sempre buscando e a busca eterna ocorre porque não assimilaram o modo de utilizar os conhecimentos.


Lembrando novamente que informação é diferente de aprendizado.


Muitas pessoas me perguntam sobre a quantidade de cursos que eu fiz e o número de horas que eu passo pesquisando e eu repondo: muito pouco – eu prefiro tirar o máximo das informações que já tenho, praticando em mim mesmo aquilo que eu recebi como ensinamentos, muito antes de aplicar nos meus clientes e alunos. É claro que eu tenho o hábito de estudar todos os dias, mas assim que eu identifico um padrão eu o testo dentro de mim para entender a sua funcionalidade para as outras pessoas.


Quando iniciamos novas turmas dos nossos cursos de Practitioner, insistimos na formação dos grupos de estudos, para que os alunos venham na nossa casa e apliquem as técnicas ensinadas uns nos outros. Infelizmente são poucos que adotam essa rotina fundamentada no propósito de aprender. No entanto, para os que seguem as nossas recomendações, o futuro é previsivelmente maravilhoso. Não tem como não decolarem.


Eu me empolgo muito quando recebo feedbacks dos alunos e ex-alunos informando que utilizaram as técnicas que ensinamos e que obtiveram grandes resultados e me empolgo muito mais quando vejo os grupos de estudo trabalhando as técnicas. Em minha opinião a aprendizagem comportamental deve ocorrer da seguinte forma:


Conceitos – aplicação prática – revisão dos conceitos – aplicação prática


Com essa receita simples e com um bom direcionamento para as nossas vidas, os resultados se tornam consequências naturais.

Mauricio Magagna

Marter Tranner Em PNL


0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Os cérebros de todas as pessoas são fisicamente iguais, com as mesmas funcionalidades orgânicas. E todos nascemos equipados com um recurso de aprendizagem chamado “Loop Positivo” que nos potencializa