Por Quais Motivos Muitas Pessoas Não Deslancham?

Todo Comportamento Tem Uma Intenção Positiva


Se você é uma pessoa que possui boa formação acadêmica ou técnica e não consegue conquistar resultados compatíveis com a sua capacitação ou com as suas expectativas é bom que saiba: isso acontece com a maioria das pessoas, em menor ou maior grau.


E algumas coisas são importantes de serem esclarecidas: não se trata de ser menos capaz ou menos inteligente do que os que apresentam melhor desempenho, mas sim de impedimentos inconscientes, fáceis de serem eliminados através da Programação Neurolinguística aplicada em forma de terapia.


Todo comportamento é resultado de processos inconscientes muito parecidos com programas de computador. E por serem inconscientes nós temos a percepção de que não estão no nosso domínio. Sintomas como não conseguir focar, sentir sono ou preguiça na hora de estudar ou se dedicar aos projetos ou estudos, ter insônia, de ter a mente tomada por um turbilhão de pensamentos ou repentinamente ser acometido por alguma reação física como alergias, dor de cabeça ou desarranjo intestinal são apenas algumas formas das nossas restrições atuarem.


Situações mais dramáticas, como o acometimento de uma espécie de surto de pânico podem ocorrer, levando a grandes perdas de oportunidades em momentos decisivos. Nem o sujeito e nem as pessoas próximas conseguem entender tais reações, mas na ótica da PNL fica fácil a compreensão e a viabilização do tratamento.


O terceiro pressuposto da PNL afirma que todo comportamento tem uma intensão positiva. Quando abordamos isso nos nossos cursos, inicialmente o assunto se torna polêmico, até conseguirmos esclarecer que estamos nos referindo aos comportamentos subjacentes ou inconscientes.


E a principal indagação passa a ser: como a própria mente da pessoa pode acionar comportamentos que a prejudica? É porque quando a pessoa o vivenciou pela primeira vez ele teve uma utilidade. Por exemplo, ficar calado durante um evento durante a infância no qual o pai ou a mãe estavam agressivos evitou castigos ou agressões físicas.


Então, por um processo de aprendizagem chamado generalização, a pessoa do exemplo anterior se calará todas as vezes que se perceber questionada, ou se o evento ocorreu na frente de outras pessoas, ela terá dificuldade para falar em público. É assim que as restrições se instalam e sabendo disso, da mesma forma, podem ser substituídas por recursos.


Não conseguir cumprir a dieta para emagrecer, não se sentir capaz de parar de fumar ou livrar-se das drogas, ou ter um branco na hora de fazer uma prova, ter surtos fóbicos, sofrer de compulsões, sofrer de elevada ansiedade, e muitos outros problemas persistem na personalidade das pessoas através do mesmo processo. A “parte” que gera o problema se mantém atuando porque ela ainda “acredita” que é a melhor forma de reagir.


A funcionalidade desse processo é: um gatilho dispara um processo inconsciente cujas consequências são percebidas pelo consciente. Basta então romper o vínculo do gatilho com o processo, e então passar a reagir de outra maneira, mais produtiva e que traga felicidade e realização no lugar da dor e paralisia.


A partir do momento em que a mente humana passou a ser entendida como uma “máquina programável”, o comportamento passou a ser muito melhor compreendido, possibilitando com isso que as soluções se tornassem mais eficazes. E principalmente, o conhecimento sobre o comportamento humano ficou acessível para todos nós, colocando em nossas mãos as soluções.


Aprender Programação Neurolinguística ou passar por um processo terapêutico se revelam como as soluções mais eficazes para a evolução rápida e constante dos indivíduos. Em minha opinião, é o grande investimento de nossas vidas.


Ótima Semana!

Sucesso, felicidade e realizações, sempre!


Mauricio Magagna

Master PNL

1 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Os cérebros de todas as pessoas são fisicamente iguais, com as mesmas funcionalidades orgânicas. E todos nascemos equipados com um recurso de aprendizagem chamado “Loop Positivo” que nos potencializa